Com novas formas de crimes cibernéticos incrivelmente sofisticados, a segurança online tornou-se mais crucial do que nunca, e é aí que o SSL entra em cena.

Estamos testemunhando passos significativos que são feitos para restaurar a confiança digital e criar uma web mais segura para todos os utilizadores. Um deles é certamente o Regulamento Geral de Proteção de Dados que entrou em vigor em 25 de maio de 2018. O GDPR trouxe transparência intransigente com relação à coleta e compartilhamento de dados pessoais, redefiniu as regras de coleta de dados e deu aos utilizadores de volta o controle legítimo de seus dados pessoais. dados.

Progresso importante no campo da proteção de dados foi iniciado pelo próprio Google. O Google se posicionou como uma autoridade no ciberespaço, o que não deveria ser uma surpresa, já que é o mecanismo de busca mais popular e detém a maior parte do mercado, quase 75%. No mundo do SEO, é muito raro se concentrar em qualquer outro mecani

O Google sempre defendeu a segurança na web. Em 2014, eles anunciaram que sites com um certificado SSL (sites que utilizam HTTPS) podem ter um leve aumento no ranking. Muita coisa mudou desde então.

Possuir um certificado SSL tornou-se a norma e o mínimo de gerenciamento responsável de sites. Em um dos projetos do Google Chromium, a empresa anunciou que marcará todos os sites HTTP como não seguros no navegador Google Chrome. Isso aconteceu em julho de 2018.

Claramente, o objetivo é conscientizar os utilizadores sobre o fato de que os sites sem um certificado SSL podem comprometer seus dados, mas também para pressionar os webmasters a obter um certificado para garantir a segurança de todos.

Então, o que é um certificado SSL?

Os certificados SSL (Secure Sockets Layer) fornecem um método específico de criptografia. Eles garantem que os dados que vão do computador do utilizador para o website permaneçam seguros e ilegíveis para invasores mal-intencionados, como hackers e ladrões de identidade.

A criptografia SSL usa duas chaves, uma privada e outra pública, que são longas cadeias de números aleatórios. A chave pública é conhecida pelo servidor e criptografa todas as informações. Esta informação pode ser desbloqueada apenas com uma chave privada. Se um intruso interceptar a conexão, ele encontrará números incompreensíveis.

Assim, cada vez que você insere suas informações pessoais em um determinado site, o SSL garante que todos os seus dados sejam transportados com segurança do seu navegador para o servidor da web. Isso é muito importante se você estiver fazendo compras on-line ou compartilhando informações confidenciais (como o número da sua conta bancária) on-line.

SSL da NeoWeb
Além de tudo, um site com um certificado SSL, mesmo que não tenha uma loja virtual ou módulos de pagamento, passa ao utilizador uma sensação de estar em um ambiente seguro e autêntico. Como dissemos anteriormente.

O SSL sinaliza os utilizadores e informa algo como “Hey, este site está ok, você está seguro, pode gastar seu dinheiro aqui ou compartilhar dados pessoais“. O tráfego do website proveniente de cada utilizador individual é criptografado, como uma conversa confiável que ninguém pode escutar.

O SSL faz parte do HTTPS (Secure Hypertext Transfer Protocol), que protege seus dados e permite sessões seguras assim que o certificado é instalado no servidor da web. Os utilizadores podem ver se um site é seguro ou não, observando a guia do navegador: se houver um cadeado, uma palavra “seguro” marcada em verde, é seguro navegar no site (imagem mais acima).

//neoweb.pt/wp-content/uploads/2019/05/loader.png